PM do Bope é preso após atirar em policial civil em briga de trânsito

Agente foi atingido na perna e sua esposa precisou se jogar em um rio para se proteger dos disparos

Por O Dia

Rio - Um PM do Batalhão de Operações Especiais (Bope), identificado apenas como Cândido, foi preso na madrugada deste domingo após atirar em um policial civil lotado na 35ª DP (Campo Grande). O caso ocorreu em Campo Grande, na Zona Oeste. 

De acordo com a Polícia Civil, o agente, identificado como Deivisson Vila da Silva, se envolveu em um acidente de trânsito com um parente do PM, que foi chamado para intervir na discussão.

Com a chegada do policial militar, a briga tomou uma proporção maior e o PM atirou contra Deivisson e sua esposa, que se jogou em um rio para fugir dos tiros. O policial civil foi atingido na perna e submetido a uma cirurgia no hospital Rocha Faria. Segundo a Polícia Civil, seu estado de saúde é regular.

Após depoimento de todos os envolvidos, o policial militar foi autuado em flagrante pelo crime de tentativa de homicídio contra o policial civil e sua esposa. A Corregedoria da Polícia Militar foi acionada para acompanhar o caso. Por ser militar, Cândido foi transferido ao BEP com escolta da própria PM. 

A Civil informou ainda que diligências continuarão até que o Inquérito Policial seja concluído e encaminhado ao Poder Judiciário. A Corregedoria interna da Polícia Civil também receberá cópia do registro da ocorrência.

Últimas de Rio De Janeiro