Informe: secretariado de Pezão e deputados reagem à 'privatização' da Uerj

Secretário de Educação classifica a iniciativa como 'burrice' e 'agressão'

Por O Dia

Rio - A recomendação do Tesouro Nacional ao governo do estado de “rever a oferta do ensino superior” causou a ira não só de movimentos estudantis quanto do próprio secretariado de Pezão (PMDB) e de deputados dos mais diferentes partidos.

Secretário de Educação, Wagner Victer diz que “só a especulação, por algum burocrata de Brasília, do fechamento de universidades públicas do Rio já é uma heresia”. Ele classifica a iniciativa como “burrice” e “agressão”.

Ontem, na Câmara dos Deputados, Laura Carneiro (PMDB-RJ), em ato simbólico, rasgou no plenário as recomendações feitas pelo Ministério da Fazenda.

Alerj unida

Na Assembleia Legislativa, o tema conseguiu unir, acredite se quiser, psolistas e tucanos.

De olhos abertos

Flávio Serafini (Psol) receia que, mesmo que a recomendação não seja integralmente acatada, sirva como pretexto para redução de investimentos na área. “Podem tentar diminuir a estrutura das universidades e da Faperj (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado). Temos que ficar atentos a isso.”

Bicada tucana

Já Luiz Paulo (PSDB) é enfático: “Não tem chance de essa medida ser aprovada aqui na Alerj. Ela não constava sequer no Projeto de Lei Complementar enviado para cá”, diz.

Aliás

O tucano, que será consultado pela vereadora Teresa Bergher (PSDB) sobre a postura do partido em relação à prefeitura, antecipa seu posicionamento à Coluna: “Não aprovo que vereadores do PSDB participem de blocos. Isso desconfigura os partidos. E acho que já deveríamos estar na oposição há tempos”.

Um pé no governo

Como se sabe, o deputado Carlos Osorio (PSDB), padrinho político do vereador Felipe Michel (PSDB), tem indicações na Comlurb. E Michel lidera o bloco ‘Rio de Verdade’, criado semana passada.

De volta ao pedaço

O deputado Dionisio Lins (PP) comemora a futura ida de Pedro Fernandes (PMDB) para a Secretaria Municipal de Assistência Social. Diz que a antecessora, Teresa Bergher, não dividia o controle das Academias da Terceira Idade. Apesar de Fernandes e Lins disputarem votos na Zona Norte, o peemedebista sinalizou que atenderá ao pleito e dará espaço à mulher de Lins, a vereadora Vera Lins (PP).

Cuidado animal

O deputado Paulo Ramos (Psol) aprovou ontem, na Alerj, a criação do Conselho Estadual de Proteção Animal.

Últimas de Rio De Janeiro