Cidade Universitária terá sistema de bikes de graça

Nos moldes do Bike Rio, campus ganhará 60 bicicletas para alunos e funcionários

Por O Dia

Rio - A Cidade Universitária da UFRJ, no Fundão, vai ganhar um sistema de compartilhamento de bicicletas para alunos e funcionários a partir de terça-feira, nos moldes do Bike Rio. Com 6 quilômetros de ciclovia, o campus receberá 60 bicicletas para oito estações instaladas nos locais de maior circulação de pessoas. O programa Integra UFRJ é uma iniciativa do projeto Fundo Verde e tem o objetivo de melhorar a mobilidade no interior do campus.

"Cerca de 500 pessoas, entre alunos e funcionários, chegam diariamente pela manhã na estação principal, que fica na entrada da universidade. A ideia de colocar as bicicletas surgiu porque os ônibus comuns e o BRT param em uma ponta da Ilha do Fundão, sendo que a Cidade Universitária tem mais de 5km². Existe o ônibus que circula dentro da universidade, mas demora e não dá vazão", explicou Suzana Kahn, coordenadora-executiva do Fundo Verde.

A utilização das bikes será por aplicativode celular%2C com duração máxima de 40 minutos.Fundão terá oito estaçõesDivulgação

As bicicletas serão destinadas para uso apenas no campus. O acesso será controlado por um aplicativo de celular a partir do dia 12. Cada deslocamento usando as magrelas terá duração máxima de 40 minutos até que elas sejam entregues na estação e o sistema libere uma nova viagem.

Até o final do ano, ainda como parte do projeto, a universidade receberá dois automóveis elétricos de uso compartilhado, da marca Hitech Electric, com capacidade para quatro passageiros e autonomia de 120 km. Os veículos poderão ser usados por até três horas para mobilidade dentro do campus. Tanto os carros quanto as bicicletas estarão disponíveis para uso de segunda a sexta, exceto feriados, das 6h às 22h.

O Fundo Verde é financiado com o ICMS da conta de eletricidade da UFRJ, que é isento pelo estado para que seja investido em projetos de sustentabilidade no campus. O Integra UFRJ tem parceria com a Serttel, mesma empresa que operava o Bike Rio. O contrato, cujo valor não foi informado, é de três anos.

Últimas de Rio De Janeiro