PF realiza buscas na residência de Marcelo Miller, ex-procurador da República

Agentes ficaram cerca de duas horas no apartamento de Miller na Lagoa

Por O Dia

Rio - A Polícia Federal (PF) encerrou, por volta das 8h desta segunda-feira, as buscas na casa do ex-procurador Marcelo Miller, no Rio de Janeiro. Os agentes haviam chegado ao prédio de Miller, na Lagoa, Zona Sul, por volta das 6h.

Após quase duas horas de buscas, os agentes deixaram o local em dois carros, um da Polícia Federal e outro da Procuradoria Geral da República. Os policiais saíram carregando dois malotes com evidências apreendidas no apartamento de Miller. O ex-procurador, que agora atua como advogado, é suspeito de fazer jogo duplo em favor da J&F, do empresário Joesley Batista, que se entregou à PF neste domingo.

PF fez buscas na casa de Marcelo Miller, na Lagoa, por duas horasWhatsApp O DIA (98762-8248)

A defesa do ex-procurador informou, por meio de nota, que seu cliente "recebeu com tranquilidade o pedido de buscas no seu apartamento e colaborou, apresentando tudo o que foi solicitado". "(Miller) Ressalta que continua à disposição, como sempre esteve e sempre estará, para prestar qualquer esclarecimento necessário e auxiliar a investigação no restabelecimento da verdade", prossegue o comunicado, assinado pelos advogados André Perecmanis e Paulo Klein.

A PF também faz buscas na casa dos empresários Joesley Batista e Ricardo Saud nesta segunda-feira. Os executivos estão presos. Joesley Batista e Ricardo Saud, cujas prisões foram decretadas pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, por violação do acordo de colaboração premiada, se entregaram na sede da Superintendência Regional da Polícia Federal em São Paulo, no domingo.

Últimas de Rio De Janeiro