Polícia indicia 32 suspeitos de roubarem joalherias de shoppings

Investigações apontaram a existência de quatro grandes quadrilhas responsáveis pelos crimes

Por O Dia

Rio - Após oito meses de investigação, a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) identificou e indiciou 32 criminosos que atuam em roubos a joalherias situadas no interior de shoppings. Foram instaurados 19 inquéritos na DRF para apurar roubos a joalherias ocorridos entre os anos de 2016 e 2017. Destes, 14  foram concluídos e encaminhados à Justiça com representação pela prisão dos autores e outros cinco continuam em andamento. 

As investigações apontaram a existência de quatro grandes quadrilhas responsáveis pelos crimes. Foram expedidos pela Justiça 45 mandados de prisão. No caso do roubo no Barra Shopping, por exemplo, foram expedidos sete mandados de prisão e um de busca e apreensão. 

A DRF investigou também dois casos de roubos praticados na joalheria Lulean Jóias, situada no Shopping Americas. Um deles ocorreu no dia 6 de fevereiro deste ano. Na ocasião, quatro bandidos, armados e ainda não identificados, abordaram um dos funcionários da loja, que o conduziram até loja onde realizaram o assalto. Em outro caso, três criminosos, armados, entraram no estabelecimento comercial e anunciaram o assalto. 

De acordo com o delegado Hilton Alonso, ex-titular da DRF e coordenador das investigações, estes são números bastante expressivos. Dez destes suspeitos já foram presos e 1 morreu.

O cidadão que tiver qualquer informação que possa auxiliar nas investigações pode entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cidadão (CAC) pelos telefones (21) 2334-8823, (21) 2334-8835 e pelo chat https://cacpcerj.pcivil ou para o disk denúncia (21)2253 1177.  


Últimas de Rio De Janeiro