Informe: Ciro e Bolsonaro vão adaptar discursos de pré-candidatos

Tendo em vista 2018, ambos pretendem manter a contundência, mas substituir o tom radical por outro um pouco mais moderado

Por O Dia

Rio - Pré-candidatos à presidência da República, Ciro Gomes (PDT) e Jair Bolsonaro (PSC) têm posições ideológicas completamente divergentes, mas guardam algo em comum: discursos afiados que, por vezes, resultam em palavrões e soam ofensivos. Tendo em vista 2018, ambos pretendem manter a contundência, mas substituir o tom radical por outro um pouco mais moderado.

Assessores de Bolsonaro tentam fazer com que ele, associado às Forças Armadas, passe imagem menos bélica. Já o pedetista reforçará que é de centro-esquerda (ênfase no 'centro') e buscará o apoio não só de sindicatos, como de empresários.

Direto ao ponto

Por vezes apontado como dono de um discurso complexo e difícil de ser entendido na área econômica, Ciro, que estudou Economia na Universidade de Harvard, revela sua fórmula para 2018: "A ideia é mostrar um projeto claro e de fácil entendimento à população".

Fragilidade

A inauguração do Centro de Radiocirurgia, no Instituto do Cérebro, ontem, na Lapa, ilustrou a fase delicada pela qual passa o presidente Michel Temer (PMDB). Mesmo a pauta sendo positiva, dos 46 deputados federais da bancada fluminense, apenas dois prestigiaram o evento: Julio Lopes (PP) e, é claro, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), que participou da solenidade ao lado de Temer.

Os Maias

Pai de Rodrigo, o vereador Cesar Maia (DEM) participou do evento ao lado do filho e de Temer na foto, o cumprimento Maia. Cesar é cotado para disputar o governo estadual em 2018.

Provocação

Em seu discurso, o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) fez uma provocação ao vereador Carlos Eduardo (SD), ex-secretário de Saúde de Crivella, que assistia na plateia: "Quando você assumiu, pegou a prefeitura com uma fortuna. Já o Luizinho (secretário estadual de Saúde) pegou o estado em crise e fez milagre."

Resposta

Na saída do evento, Carlos Eduardo comentava com amigos: "Não respondi na hora porque estava sem microfone. O Pezão falou em tom de brincadeira, só pode. Ele sabe que a situação não é essa."

Afago

Já Rodrigo Maia elogiou Carlos Eduardo e Carlo Caiado (DEM). Disse que a ampliação do Instituto do Cérebro foi fruto do trabalho da dupla na Câmara Municipal.

Rock e games

Depois de amanhã, 4 mil alunos da rede pública estadual participarão do evento Game XP, que acontece dentro das instalações do Rock in Rio, na Cidade do Rock. É que algumas escolas são voltadas para produção de games. A iniciativa é das secretarias de Educação e de Cultura.

Rock e acessibilidade

O Detran instalou um stand dentro da Cidade do Rock para que pessoas com necessidades especiais possam se inscrever no 'Cidadania sobre rodas'. Trata-se do programa que dá aulas de direção em carros adaptados.

Últimas de Rio De Janeiro