Bope ocupa Rocinha pelo quarto dia após confronto entre traficantes

Secretário de Segurança solicitou ao governo do Rio o patrulhamento em 103 pontos da Região Metropolitana

Por O Dia

Rio - O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) realiza, na manhã desta quinta-feira, uma operação na Rocinha, Zona Sul do Rio. Este é o quarto dia seguido com ações na comunidade após a invasão de traficantes. Uma van branca, com diversas marcas de tiros, foi apreendida. Até o momento, não há registros de feridos e presos no local.

Não houve registros de tiroteios na Rocinha durante essa quarta operação do BopeEstefan Radovicz / Agência O Dia

Nesta quarta, os policiais militares já haviam atuado na Rocinha e em outras três favelas. Pelo menos três suspeitos foram detidos na Vila Vintém, na Zona Oeste. Na Rocinha, os PMs revistaram casas na parte baixa da favela e na Rua 1, no alto na comunidade.

Van branca%2C com diversas marcas de tiros%2C foi apreendida nesta quinta-feiraEstefan Radovicz / Agência O Dia

Secretário de Segurança pede que Pezão solicite ajuda das Forças Armadas

O secretário de Segurança do Rio, Roberto Sá, solicitou ao governo do Rio o patrulhamento em 103 pontos da Região Metropolitana do Rio. O ofício foi enviado ao governador Luiz Fernando Pezão, no início da noite desta quarta-feira. O patrulhamento irá ocorrer nas vias expressas e no entorno de comunidades.

O anúncio foi realizado no twitter da secretaria de Segurança. "Após a Após a @DefesaGovBr expressar a inexistência de qualquer limitador financeiro ou operacional para emprego das Forças Armadas no RJ. A @SegurancaRJ enviou um ofício ao @GovRJ solicitando o patrulhamento das Forças Armadas em 103 pontos da Região Metropolitana do RJ". 

Na última semana, o Comando Militar do Leste disse que esperava por repasses financeiros para realizar as operações. No entanto, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, disse ontem que não faltava verba.

Últimas de Rio De Janeiro