'Encontro serviu para afinar a viola', diz Pezão após reunião com Jungmann

Governador do Rio e Ministro da Defesa conversaram sobre a atuação das Forças Armadas no estado

Por O Dia

Rio -  O governador Luiz Fernando Pezão fez um pronunciamento ao lado do ministro da Defesa, Raul Jungmann, no Palácio Guanabara, na tarde desta quinta-feira. "Serviu para a gente afinar a viola", disse Pezão sobre a reunião para tratar da atuação das Forças Armadas no estado. 

Durante o pronunciamento, Pezão também afirmou que o estudo sobre os pontos de patrulhamento que o Rio precisa ainda será concluído. Assim, o Exército não irá patrulhar as vias expressas e o entorno das comunidades por enquanto.

O DIA apurou que no documento enviado ao governador Luiz Fernando Pezão, o secretário de Segurança solicitou o Exército nas vias expressas, como Linha Vermelha e Avenida Brasil, além da presença dos militares no entorno das comunidades com altos índices de criminalidade como Chapadão, Lagartixa e Pedreira, na Zona Norte. 

Um outro item pedia o "pronto emprego de tropas em comunidades em risco de confronto", mesmo com índices não tão altos de crimes. Nesse caso, a Rocinha seria contemplada com tropas do Exército no seu entorno, por exemplo.

Jungmann afirmou que irá se reunir com a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, amanhã para pedir a força tarefa federal para o Rio.

Pezão disse ainda que até o dia 10 de Outubro um Plano social será anunciado para algumas comunidades.

Últimas de Rio De Janeiro