Adriano Imperador afirma que 'tira foto com quem quiser'

Ex-jogador publicou vídeo desabafando nas redes sociais nesta sexta

Por O Dia

Rio - O ex-jogador Adriano Imperador desabafou nas redes sociais, nesta sexta-feira, em um vídeo. Nas imagens, ele afirmou que as pessoas querem derrubá-lo. "Tem 'maior' tempão que não saio de casa, mas é impressionante como vocês gostam de falar de mim, não me deixam em paz", destacou.

Adriano reforçou ainda que "é uma pessoa pública" e "tira foto com quem quiser". "A vida da pessoa é uma e a minha é outra. É impressionante o grau de maldade que vocês têm. Chega, já estou cansado", enfatizou. 

DECRETADA PRISÃO DE ROGÉRIO 157

A Justiça decretou a prisão temporária de Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157, e de outros nove acusados de participação nos confrontos da Rocinha. Assim como o jornal MEIA HORA mostrou com exclusividade na edição desta sexta-feira, fotos do traficante com amigos e outros integrantes ostentando joias estão sendo analisadas por agentes da 11ª DP (Rocinha).

Capa do jornal MEIA HORA%2C 22 de setembro de 2017Reprodução

Em uma das fotos, Rogério 157 usa um cordão com pingente onde está escrito "Jesus é o dono do lugar". As imagens ajudam os investigadores a identificar os suspeitos, que teriam se escondido na mata que cerca a Rocinha desde a tentativa de invasão, no último domingo.

A mando do chefe do tráfico, bandidos ainda estão caçando quem eles consideram ser X-9 (delator).

TROPAS FEDERAIS

Nesta sexta-feira, quinto dia consecutivo de operações na Rocinha, o governador Luiz Fernando Pezão e o secretário de Segurança Roberto Sá pediram ao governo federal a atuação das Forças Armadas na Rocinha. 

O ministro da Defesa Raul Jungmann autorizou o emprego de tropas federais. Jungmann anunciou que cerca de 700 homens serão deslocados para a Rocinha por volta das 15h desta sexta-feira

Detalhe do cordão do traficante Rogério 157REPRODUÇÃO

A guerra entre a quadrilha de Rogério 157, que controla o tráfico na região, e seu ex-chefe, Nem da Rocinha, preso em penitenciária federal, há cinco dias apavora os moradores da comunidade e de São Conrado.

O traficante cachorrão também posa para fotos exibindo joiasREPRODUÇÃO

O Bope apreendeu nesta quinta-feira dois fuzis com criminosos escondidos na mata. Também foram apreendidas duas pistolas, três granadas, munição e drogas. E durante um patrulhamento, a UPP abordou um veículo de carga na Estrada da Gávea, com um homem baleado.

Segundo a polícia, ele teria participado do confronto com policiais momentos antes. “Fui abordado por traficantes com fuzil, achei que fosse morrer. Mas eles me pediram para levar o cara baleado ao hospital”, disse o motorista, em depoimento.

O ferido está internado, sob custódia. Nesta quinta-feira, as escolas da Rocinha ficaram fechadas, deixando 1.915 alunos sem aula.

Geovane Silva de Lima, um dos criminosos que participaram dos confrontos na comunidade, foi preso nesta quinta-feira. Ele estava escondido em uma favela na Zona Norte. Informações do setor de inteligência da Polícia Civil apontam que Rogério 157, apesar de ter conseguido expulsar o grupo de Nem, não conseguiu apoio de traficantes presos em Bangu e está enfraquecido

Últimas de Rio De Janeiro