Palestra alerta para crescimento do número de suicídios na infância

Evento nesta quinta-feira debaterá com pais possíveis sinais que crianças e adolescentes mostram antes de tirarem a própria vida

Por O Dia

Rio - Fechando o mês de prevenção ao suicídio, uma palestra, nesta quinta-feira, pretende alertar aos pais de crianças e adolescentes para o grande aumento do número de jovens que tiraram a própria vida nos últimos anos.

O evento "Suicídio na Infância e Adolescência" acontecerá no Centro de Estudos do Instituto de Especialidades Pediátricas (IEP), na Tijuca, na Zona Norte do Rio. Quem ministra o debate é o psiquiatra Thyago Azevedo, a partir das 8h30. Gratuita, a iniciativa é uma realização do Prontobaby - Hospital da Criança.

O tema é importante pelo alarmante crescimento de suicídios entre jovens. Números do Mapa da Violência, do Ministério da Saúde, de 2002 a 2012, mostram um aumento de 40% de crianças e pré-adolescentes com idade entre 10 e 14 anos que atentaram contra a própria vida. Nos adolescentes de 15 a 19 anos, o aumento também foi significativo: 33,5%.

Profissionais da área de saúde mental lembram que os pais, familiares e amigos devem prestar atenção a qualquer sinal que a criança ou o adolescente faça sobre uma possível vontade de se matar.

Para a psicóloga Adriana Cabana, coordenadora do Centro de Apoio ao Familiar do Prontobaby - Hospital da Criança, a Internet e alguns games ajudaram a inflar esses preocupantes números. A palestra servirá para explicar alguns desses pontos. "Os pais precisam ficar mais atentos. Claro que a tecnologia faz parte do nosso dia a dia, mas é necessário ter conhecimento do que o filho faz nas redes sociais e se eles ficam muito tempo navegando na internet. Observar também certos exageros ou até mesmo mudanças brusca de comportamento são fundamentais", afirma Cabana.

Últimas de Rio De Janeiro