Informe: Mesmo após revogação pelo TSE, Garotinho segue em prisão domiciliar

Tribunal Regional Eleitoral ainda não enviou o ofício ao juiz da 100ª Zona Eleitoral comunicando a determinação da corte superior

Por O Dia

Rio - Ministro do Tribunal Superior Eleitoral, Tarcísio Vieira determinou na tarde desta quarta-feira que novo comunicado seja feito ao Tribunal Regional Eleitoral do Rio, “com máxima urgência que o caso requer”, para que o TRE libere o ex-governador Anthony Garotinho (PR) da prisão domiciliar.

Ex-governador do Rio, Anthony Garotinho Márcio Mercante / Agência O Dia

Apesar de a corte do TSE ter revogado ontem à noite a prisão domiciliar, a decisão ainda não foi acatada. A desembargadora do TRE Cristina Feijó ainda não enviou o ofício ao juiz da 100ª Zona Eleitoral comunicando a determinação da corte superior.

“Meu marido vai ter que ficar mais um dia preso?”, indaga a ex-governadora Rosinha Garotinho.

Às 17h02 o TRE respondeu à solicitação da Coluna: “O TRE-RJ já enviou o ofício à 100ª Zona Eleitoral comunicando a decisão do TSE.”


Últimas de Rio De Janeiro