Portal oferece recompensa por suspeitos de tentativa de homicídio contra perito

Grupo teria atirado contra o policial civil, neste sábado, após discussão sobre som de festa em Quintino, na Zona Oeste

Por O Dia

Rio - O Portal dos Procurados divulgou, nesta quarta-feira, um cartaz oferecendo recompensa de R$ 1 mil por informações sobre criminosos que participaram da tentativa de homicídio contra um policial civil. Ianys Lopes dos Santos, de 18 anos, Dhiogo de Oliveira Mingozzi, de 23, Lohan Luiz Monteiro Menezes, de 22, e Marcos Vínicius Medeiros da Silva, de 24, são acusados de tentarem matar um perito criminal. Entre os acusados pelo crime também se encontra o suposto miliciano Marcos Vinicius Tostes da Silva, de 25 anos. 

Portal dos Procurados oferece recompensa por informações que levem a prisão de quatro envolvidos em tentativa de homicídioDivulgação

Segundo o delegado encarregado do caso, Fábio Salvadoretti da Divisão de Homicídios da Capital (DH), o crime aconteceu no bairro de Quintino, na Zona Oeste do Rio, neste sábado e teria sido motivado por uma discussão. Tudo começou com reclamações por causa do som alto, vindo da festa realizada pelo miliciano e seus comparsas. Após não ter seu pedido atendido pelo dono do imóvel, o perito teria chamado a PM. Porém, após a saída dos militares, tudo recomeçou.

O perito criminal, foi tomar nova satisfação e então os acusados atiraram contra o policial. Após ser atingido, o policial foi socorrido e levado para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier e passa bem.

O Disque Denúncia pede que quem tiver qualquer informação que ajude na localização dos acusados favor informar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram do Portal dos Procurados (21) 98849-6099; Central de Atendimento do Disque Denúncia (21) 2253-1177; através do Facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook .com/procurados.org/; e pelo aplicativo Disque Denúncia RJ. 

Todas as informações serão encaminhadas para Delegacia de Homicídios da Capital, que está encarregada das investigações e do inquérito criminal.  


Últimas de Rio De Janeiro