Professores da Uerj decidem entrar em greve a partir de terça-feira

Paralisação foi aprovada durante assembleia nesta quarta. Técnicos-administrativos da instituição já estão em greve

Por O Dia

Rio - Os professores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) decidiram entrar em greve a partir da próxima terça-feira. Os profissionais alegam que não há previsão de pagamento do salário de agosto. A paralisação foi aprovada em uma assembleia, nesta quarta, por 66 a 42 votos. Na sessão, foram registradas ainda três abstenções.

Professores da Uerj vão entrar em greve a partir de terça-feiraDivulgação

Em nota, a Associação dos Docentes da Uerj (Asduerj) informou que a decisão é "uma resposta à quebra de isonomia com as outras categorias do servidor público". "O governo Pezão trata os trabalhadores das universidades como a última prioridade, junto a aposentados, pensionistas e outros órgãos de pesquisa do estado, como o Iterj", completou.

Com a decisão, os professores se juntam aos técnico-administrativos da instituição e aos trabalhadores da Uenf, que já estão em greve. Ao fim da assembleia, os professores demonstraram apoio aos estudantes que ocupam o bandejão desde terça-feira.

De acordo com a Asduerj, o primeiro dia de greve será marcado pela participação dos professores no ato contra a privatização. Já a próxima assembleia está marcada para a próxima quarta-feira, às 14h.

Últimas de Rio De Janeiro