Rocinha volta a ter rotina de tiroteios

Neste domingo foram registrados três tiroteios entre bandidos e forças especiais da PM. Moradores relataram um novo tiroteio nesta segunda

Por O Dia

Rio - Quatro dias após a saída das Forças Armadas da Favela da Rocinha, em São Conrado, a rotina de tiroteios na comunidade voltou a fazer parte. Somente neste domingo foram registrados três tiroteios entre bandidos e forças especiais da PM. Policiais do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) estão em operação na comunidade e um novo tiroteio ocorre nesta manhã. Na madrugada, moradores também relataram tiros, mas a corporação ainda não confirma o confronto. 

Na manhã de domingo dois confrontos ocorreram entre policiais do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) e traficantes, um na Rua 1 e outro na localidade Vila Verde. Ninguém foi preso e não houve feridos ou apreensões. 

Policiais do Choque encontraram drogas no início da madrugada desta segunda-feira na RocinhaDivulgação

No período da noite um novo tiroteio, este envolvendo militares do Batalhão de Ações com Cães (BAC) e criminosos na localidade conhecida como 199. Uma pistola e munições foram apreendidas e o caso registrado na 11ª DP (Rocinha). 

No início da madrugada desta segunda-feira, moradores relataram um novo tiroteio na favela, mas a PM não confirma o confronto. No período, PMs do Choque apreenderam drogas na mata perto na região da Roupa Suja.

Segundo a PM, há mais de 500 policiais militares em 15 pontos de cerco e 14 pontos de contenção no interior da Rocinha, além do patrulhamento das tropas especiais. A favela conta também com bases avançadas do Comando de Operações Especiais (COE) e do Comando de Polícia Pacificadora (CCP).


Últimas de Rio De Janeiro