Bope e Choque fazem operação na Rocinha

Ação na favela de São Conrado busca envolvidos com o tráfico e apreender armas e drogas. PM pede atenção de moradores com possível tiroteio

Por O Dia

Rio - Policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e de Choque (BPChq) realizam, na manhã desta quarta-feira, uma nova operação na Favela da Rocinha, em São Conrado, para buscar envolvidos com o tráfico e apreender armas e drogas. A Rocinha é palco, desde 17 de setembro, de uma disputa entre traficantes rivais pelo controle do tráfico na região comunidade, que chegou a ser ocupada por militares das Forças Armadas para conter os confrontos. 

Por meio de redes sociais, como o Twitter, a PM tem orientado os moradores a ficar atentos para possíveis tiroteios. A PM também tem pedido informações que possam levar a prisões e apreensões. O telefone do Disque-Denúncia é 2253-1177. O anonimato é garantido.

Nesta terça-feira, a Polícia Militar intensificou o patrulhamento na Rocinha e seus arredores. Policiais do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) e do Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (GEPE) estão atuando na Autoestrada Lagoa-Barra 24 horas por dia.

Apreendido fuzil de número 300

?Policiais do Batalhão de Ação com Cães (BAC) apreenderam, na noite desta terça-feira, um fuzil AK-47 e duas granadas na Favela da Rocinha, Zona Sul. Segundo a PM, as armas foram encontradas na localidade 199, depois de uma intensa troca de tiros com suspeitos de tráfico da comunidade.

Após o confronto, os criminosos conseguiram fugir. Ninguém ficou ferido. O fuzil, segundo a corporação, é o 300º apreendido este ano.

Na ação, os policiais ainda recolheram um carregador de fuzil, 29 munições de calibre 7.62, três carregadores de pistola e 38 munições de pistola calibre .40. O caso foi registrado na 11ª DP (Rocinha).

PMs apreenderam fuzil na RocinhaDivulgação


Últimas de Rio De Janeiro