Aplicativo para denúncias de ataques a terreiros será lançado

Dados coletados pelo app vão ser mapeados para ajudar investigações

Por O Dia

Rio - Para tentar reverter o aumento de ataque a terreiros de Umbanda e Candomblé, principalmente na Baixada Fluminense, um aplicativo, o 'Oro Orum - Axé eu respeito', será lançado na sexta-feira para envio de denúncias.

"O objetivo é ter um novo dispositivo que, aliado às políticas públicas, dê mais segurança para as vítimas denunciarem", explicou Léo Akin, idealizador do sistema. Ele defende ainda que a informação é a melhor forma de combater a impunidade. "Os dados coletados vão gerar um mapeamento dos ataques e também dos terreiros existentes, facilitando as investigações".

Mãe Elaine de Oxalá destacou a importância de ações como o aplicativo, porque acredita que o descaso do poder público estimula ações de violência. "Os ataques ao meu terreiro só pararam quando colocamos câmeras. Isso me mostrou que a impunidade faz com que os ataques sejam cada vez mais graves, violentos e frequentes."

Nos últimos dois meses, foram notificados oito ataques a terreiros em Nova Iguaçu. O aumento dos casos está sendo discutido com frequência pela Comissão de Direitos Humanos da Alerj.

 

Últimas de Rio De Janeiro