Detran abre novas unidades

Quatro protocolos inaugurados na cidade prometem desafogar sede no Centro

Por O Dia

Rio - Os proprietários de veículos não precisarão mais se deslocar até o Centro do Rio para fazer solicitações de cerca de 50 serviços do Detran que eram oferecidos somente no Protocolo-Geral, na sede do órgão, na Avenida Presidente Vargas. O departamento abriu ontem quatro protocolos externos na capital para agilizar o atendimento. As novas unidades funcionam no Américas Shopping, no Recreio; West Shopping, em Campo Grande; Center Shopping, em Jacarepaguá, e no posto da Gávea.

Posto da Avenida Francisco Bicalho foi um dos atingidos pela greveAlexandre Brum / Agência O Dia

Os protocolos descentralizados permitem as solicitações de serviços como filmagem de provas práticas de direção, baixa de veículos, devolução de taxas pagas, recurso contra infrações aplicadas por agentes do Detran, comunicação de venda de automóveis, perícia médica e até regularização de carros arrematados em leilão.

De acordo com o Detran, a medida desafogará o Protocolo-Geral, que atende diariamente a cerca de 540 pessoas. Outros quatro protocolos descentralizados deverão ser abertos na cidade do Rio até o fim do ano. Nos demais municípios, esses serviços são oferecidos pelas circunscrições regionais de trânsito.

Vistoria sem IPVA

A partir de hoje, já é possível agendar, pelo site do Detran-RJ, a vistoria de veículos sem o pagamento do IPVA. O órgão desenvolveu uma adaptação específica no sistema online para cumprir a Lei 7.718/2017, aprovada pela Alerj. Para o licenciamento anual, o cidadão deverá pagar os Dudas de cada ano de exercício, no valor de R$ 189,45, correspondente à taxa de CRLV e vistoria.

Para o licenciamento anual sem vistoria, o motorista deverá pagar os Dudas de cada ano de exercício em débito, no valor de R$ 54,13, correspondente à taxa de CRLV. O seguro DPVAT deve ser pago no site da seguradora Líder: www.seguradoralider.com.br.

Queda nas inspeções

A greve dos terceirizados do Detran, que já dura duas semanas, provocou a queda de 35% das inspeções obrigatórias de veículos modificados de fábrica. Segundo a Associação dos Organismos de Inspeção Veicular, cerca de 3 mil veículos em todo o estado desistiram da alteração da característica ou deixaram de ser regularizados após a modificação desde o início da paralisação.

O Detran esclarece que mais de 70% dos postos de vistoria funcionam normalmente e que os usuários afetados poderão retornar após a normalização, em até cinco dias úteis, sem reagendar.

 

Últimas de Rio De Janeiro