Procuradoria da República cria grupo para tratar da violência no Rio

Núcleo terá duração de um ano de trabalho e deverá elaborar um diagnóstico da situação atual fluminense

Por O Dia

Rio - A  procuradora-geral da República (PGR), Raquel Dodge, criou um grupo estratégico especializado para atuar no enfrentamento das organizações criminosas no Rio. O núcleo terá duração de um ano de trabalho e deverá elaborar um diagnóstico da situação atual, além de propostas de soluções estruturais para a melhoria do serviço público prestado à população fluminense.

De acordo com a portaria, a lista de atribuições inclui a possibilidade de fazer inspeções extraordinárias nas unidades federais de fiscalização de portos, aeroportos e rodovias do estado. O núcleo também deve atuar para identifificar a estrutura de financiamento das organizações criminosas.

Formado por um procurador regional e quatro procuradores da República, o grupo terá como foco o combate aos crimes de tráfico internacional de drogas, armas e munições, além da lavagem de dinheiro, decorrente dessas atividades criminosas. A decisão foi anunciada no fim da manhã em reunião com os ministros da Justiça, Torquato Jardim; da Defesa, Raul Jungmann; e da Segurança Institucional, general Sérgio Etchegoyen.

O modelo de atuação do Ministério Público Federal em relação à crise da segurança pública no Rio de Janeiro foi definido após várias reuniões internas. 

Últimas de Rio De Janeiro