Tiroteio causa pânico e correria na Rocinha

Confronto aconteceu no horário de saída escolar, deixando pais e alunos desesperados

Por O Dia

Rio - Um intenso tiroteio, no final da manhã desta quinta-feira, na Favela da Rocinha, na Zona Sul, provocou pânico e correria. O confronto aconteceu no horário de saída escolar, deixando pais e alunos desesperados. A Polícia Militar informou que traficantes atacaram policiais a tiros na Rua 4 e na localidade conhecida como Valão. 

Após o episódio, policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e do Batalhão de Ação com Cães (BAC) entraram na comunidade para uma ação. Um homem identifacado como Carlos Alberto de Araújo, 37 anos, foi preso e encaminhado para a 11ª DP (Rocinha). Os militares apreenderam 2,5 mil trouxinhas e três tabletes de maconha.

PM apreende drogas na Rocinha Divulgação

Por causa da troca de tiros, um transformador de energia foi atingido e pegou fogo. Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi impedida por policiais militares de atender à ocorrência devido à falta de segurança na região. Segundo a Light, técnicos da concessionária também foram até o local e "não tiveram acesso à comunidade, por conta dos tiroteios".

"Os reparos só serão feitos quando houver condição de segurança para os técnicos trabalharem", informou a concessionária, por meio de nota. Segundo a Polícia Militar, a "orientação" foi dada aos bombeiros porque "o fogo já havia apagado e tendo em vista também que há uma operação policial em andamento na comunidade".


*Com informações do Estadão Conteúdo


Últimas de Rio De Janeiro