Justiça concede liminar para retomada de processo contra Ryan Lochte

Nadador é acusado de falsa comunicação de crime. Durante a Olimpíada, ele e outros atletas se envolveram em confusão em posto de gasolina

Por O Dia

Rio - O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ) concedeu uma liminar, na noite desta quinta-feira, para a retomada do processo contra o nadador norte-americano Ryan Lochte. A decisão ocorreu após um pedido do Ministério Público do Rio (MPRJ). Anteriormente, a 5ª Câmara Criminal havia trancado o procedimento criminal.

Nadador norte-americano Ryan Lochte se envolveu em confusão em posto de gasolinaReprodução Jornal Nacional

Durante os Jogos Olímpicos, em agosto do ano passado, Lochte e outros atletas de equipe se envolveram em uma confusão em um posto de gasolina, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Na ocasião, o nadador contou, em entrevista ao canal NBC News, que eles haviam sido roubados.

No entanto, as investigações mostraram que eles vandalizaram um banheiro do posto, começando um tumulto. Dias depois, Lochte se desculpou pelo ocorrido. Em julho, os desembargadores da 5ª Câmara Criminal trancaram o processo pois entenderam que ele não comunicou o roubo à polícia, mas apenas à emissora de televisão. Com isso, ele não teria dado uma falsa comunicação sobre o crime.

Para o MP, "não importa a quem a comunicação falsa tenha sido feita (comparecimento à delegacia, entrevista, carta ou outra forma), sendo dever da autoridade instaurar o procedimento investigatório de ofício, bastando que o agente faça, por qualquer meio idôneo, a comunicação do crime ou da contravenção penal que sabe não se ter verificado".

Últimas de Rio De Janeiro