Cabral: banho de sol com traficantes

Fu da Mineira e TH estão entre futuros vizinhos de cela

Por O Dia

Rio - O ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, terá companhia de chefes do tráfico no banho de sol na penitenciária federal de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, para onde deve ser transferido neste final de semana. A escolha da prisão foi realizada pelo Ministério da Justiça, que  levou em conta o menor número de criminosos de quadrilhas do Rio. 

Cabral teve recurso negadoFabio Motta / Estadão Conteúdo

No presídio federal, o governador ficará 22 horas por dia na cela, saindo somente para duas horas de banho de sol na quadra da prisão, comum a todos os presos. De acordo com o Ministério Público Federal, em  Campo Grande, há oito traficantes do Rio, integrantes do Comando Vermelho.

Três deles foram capturados no período em que Cabral foi governador do Rio: Antônio Ilário Ferreira, o Rabicó; Lindomar de Oliveira Brant, o Dodô da Reta, chefe do tráfico de drogas na comunidade da Reta Velha, em Itaboraí; e Luiz Claudio Serrat Correa, o Claudinho CL, preso pelo assassinato do ex-diretor do presídio Bangu 3 José Roberto Lourenço. Na época da morte, Cabral definiu os criminosos envolvidos como: "pessoas que não têm nenhum compromisso com a vida, nenhum compromisso com as suas famílias, com a sua cidade, com o seu estado". 

O traficante mais famoso é Ricardo Chaves de Castro Lima, o Fu da Mineira, preso em 2015. Na época, era considerado um dos bandidos mais perigosos do Estado. Estão lá também mais dois bandidos de São Gonçalo: Bruno Coutinho, o Brunaldo, e Tiago Rangel da Fonseca, o TH.

Últimas de Rio De Janeiro