Fernando Mansur: A beleza dos gestos nobres

Vamos admirar a beleza da natureza, das mulheres, das crianças... A beleza retratada na pintura, na arquitetura, na música e na ciência

Por O Dia

Rio - Que belo título! A beleza dos gestos nobres. E quão distantes parecem estar da realidade! Qual a beleza que costumamos admirar? Mesmo isso parece estar longe de nossa agenda diária. Mas vamos tentar. A beleza da natureza, das mulheres, das crianças... A beleza retratada na pintura, na arquitetura, na música e na ciência.

As grandes descobertas e os avanços da tecnologia produzem coisas belas. Lembrei-me da canção de Caetano Veloso: “A força da grana/que ergue e destrói coisas belas”. De que gesto nobre você se recorda? Que atitudes marcaram sua infância e juventude? Como seu coração responde à beleza? Como reagimos a um gesto de amor? E que atos de amor provêm de nós? Que gestos nobres saíram de você? Quem tem essa habilidade é aquele que consegue transcender o lugar do egoísmo que acha precisamos ganhar sempre.

“Quem acha/vive se perdendo” - cantou Noel Rosa. Há quase cem anos Noel perguntou noutra de suas canções célebres: “E o povo já pergunta com maldade/ onde anda a honestidade?/ Onde anda a honestidade?” Gestos nobres começam na simplicidade da educação. Num “bom dia”, num “muito obrigado”, “com licença”... Na singeleza da humildade natural de quem consegue, em meio a tantas tentações espúrias, ter a grandeza de um gesto nobre. Podemos. Vamos!

Fernando Mansur: Radialista. Escritor. Professor. Graduado em Letras pela Universidade Católica de Minas Gerais (Ponte Nova). Mestre e doutor em Comunicação pela UFRJ. BLOG FM_FERNANDO MANSUR

Últimas de Rio De Janeiro