Mototaxista baleado na Rocinha segue internado em estado grave

Ederson Mendes deu entrada no Hospital Miguel Couto no sábado e passou por cirurgia; ele está internado no CTI da unidade

Por O Dia

Rio - O mototaxista Ederson Andrade Mendes, de 27 anos, segue internado em estado grave no CTI do Hospital Municipal Miguel Couto, no Leblon. Morador da Rocinha, Ederson foi baleado na comunidade na tarde deste sábado, após não parar em abordagem de policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar.

Familiares de Ederson na porta do Hospital Miguel CoutoAgência O Dia

No sábado, a Polícia Militar havia informado que o mototaxista fugiu da abordagem dos militares e que sofreu acidente de moto. Já familiares de Ederson afirmaram que ele foi alvejado e também atropelado por viatura do Choque.

A mãe do rapaz, Roseneide Andrade, 48, além de amigos e parentes, disseram que ele saiu da casa da namorada para comprar ração para o cachorro e ajudar o primo, Manuel da Silva, que estava na garupa da moto.

"Ele é nascido e criado na Rocinha, todos conhecem meu filho. É trabalhador, trabalhava também como serralheiro", disse a mãe, Roseneide Andrade, 48.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o hospital informou que ele passou por cirurgia e chegou "com um orifício de entrada e saída na coxa direita", ou seja, perfuração à bala. Ele tem escoriações de queda de moto e seu estado de saúde é grave.

O caso foi registrado na 11ª DP (Rocinha) e a Polícia Civil informou que "as investigações estão em andamento na unidade para apurar os fatos". A vítima, testemunhas e os PMs envolvidos na ação foram ouvidos na unidade policial.

Após o episódio, mototaxistas da comunidade fizeram um protesto, na tarde de sábado, na Autoestrada Lagoa Barra. 

Últimas de Rio De Janeiro