'Cineminha' de Cabral vai para a Casa Jesus Menino

Instituição de caridade recebeu equipamentos que iriam para a cadeia onde Sergio Cabral está preso

Por O Dia

Rio - A Casa do Menor São Miguel Arcanjo - Casa Jesus Menino, em Nova Iguaçu, recebeu o material da videoteca que iria para a Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, local onde o ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, está preso. A doação para a instituição de caridade aconteceu após o Ministério Público (MP) iniciar as investigações sobre a doação dos equipamentos. 

'Cineminha' de Cabral vai para a Casa Jesus MeninoDivulgação

Para a presidente da instituição, que atende 40 crianças na unidade da Baixada Fluminense, Lucia Cardoso, a doação vai ajudar no trabalho desenvolvido na casa. "Ligaram hoje de manhã nos avisando sobre a doação. Ficamos muito felizes, pois o material vai facilitar o trabalho pedagógico que fazemos aqui", conta Lucia, acrescentando que as crianças ainda não assistiram à TV. "Temos uma agenda de atividades. Ainda estamos contabilizando o que recebemos e amanhã, como é feriado, queremos fazer uma sessão de cinema". 

Segundo Lucia, a instituição recebeu uma TV 65 polegadas, uma aparelho de DVD e blue ray e 71 filmes, entre eles o clássico "O Rei Leão" e longas-metragem sobre superação. 

Conforme O DIA noticiou, o ex-secretário de Governo, Wilson Carlos Carvalho, condenado a 45 anos de prisão, iria trabalhar na sala de cinema que iria ser montada na Cadeia Pública José Frederico Marques, selecionando filmes, para abater dias de sua pena. A cada três dias assistindo a um dos 160 DVDs disponíveis e cuidando do local, ele teria remição de uma diária na prisão.

Após a divulgação do fato, a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) informou que todas as salas de cinema foram doadas para a pasta pela Igreja Batista do Méier. No entanto, em nota, a igreja disse desconhecer as doações e que "não autorizou qualquer doação de equipamentos eletrônicos a qualquer complexo penitenciário". Por conta das contradições entre as versões apresentadas, o MP abriu os inquéritos para apurar o fato. 

Últimas de Rio De Janeiro