Protesto contra leilão da Cedae fecha Rua Pinheiro Machado

Pista no sentido Botafogo foi fechada por servidores que são contra empréstimo que tem como garantia ações da empresa

Por O Dia

Rio - Um grupo de servidores realiza um protesto, na tarde desta quarta-feira, em frente ao Palácio Guanabara, em Laranjeiras, na Zona Sul do Rio. A manifestação é contra o pregão que acontece hoje que deve garantir um empréstimo de R$ 2,9 bilhões ao estado e tem como garantia ativos da Cedae. A Rua Pinheiro Machado foi fechada no sentido Botafogo.

Os reflexos no trânsito chegam até o Viaduto 31 de Março, no Centro do Rio. Quem já está no elevado é desviado para a Rua Salvador de Sá e do Túnel Santa Bárbara os motoristas estão sendo orientados a seguirem pela Rua das Laranjeiras. 

Manifestação de servidores contra leilão da Cedae fecha Rua Pinheiro Machado%2C em frente ao Palácio GuanabaraDivulgação

Há retenção no viaduto, ao longo da via. Agentes da CET-Rio orientam motoristas na região. A opção são o Aterro do Flamengo ou o Túnel Rebouças, que apresentam melhores condições.

O leilão acontece às 17h após dois adiamentos e decisões judiciais que suspendiam o pregão para escolher os bancos que concederiam o empréstimo. A meta é garantir o empréstimo de R$ 2,9 bilhões ao governo do Rio para pagar salários atrasados dos servidores.

Nesta segunda-feira, a Procuradoria Geral do Estado (PGE) conseguiu derrubar a liminar da 3ª Vara Federal de Niterói que impedia o leilão que define os bancos que farão o empréstimo. O estado deve hoje três folhas salariais, contando o 13º de 2016 e os meses de agosto e setembro.

Últimas de Rio De Janeiro