PM é preso em flagrante por assassinato em Nova Iguaçu

Comparsa foi preso por tentar matar mulher com cinco tiros por conta de dívidas com empréstimo

Por O Dia

Rio - Policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) prenderam em flagrante, neste domingo, o policial militar Leonardo da Silva Aranha Godoy e Marcelo Pereira Rezende, por suspeita de assassinato e tentativa de assassinato, respectivamente. Segundo o delegado Guilherme Turl, da DHBF, Leonardo, lotado no 15º BPM (Duque de Caxias), matou a tiros Fabiano da Silva Bandeira e Marcelo tentou matar Thais Cristina de Araújo, na noite deste sábado, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

Thais levou cinco tiros, foi internada no Hospital da Posse, naquele município. Segundo a unidade, a mulher ficou ferida nas duas mãos e o disparo também atingiu a região do tórax. Ela foi atendida na emergência, passou por uma cirurgia e continua internada. Seu estado de saúde é estável.

Em depoimento aos agentes na unidade de saúde, ela relatou que Fabiano foi morto por Leonardo por conta de dívidas com empréstimos em dinheiro. Os dois não queriam pagar os valores devidos à vítima e, dessa forma, resolveram assassiná-la. 

Horas mais tarde, Marcelo foi à DHBF para tentar registrar um crime de tentativa de assalto sofrida por ele e outros amigos, alegando que estava acompanhado de Fabiano quando ele foi morto. Ao ser interrogado, o suspeito revelou que o policial militar o aguardava em um carro no estacionamento da delegacia. 

Os agentes prenderam a dupla em seguida. Com Leonardo, foi encontrada uma pistola usada no crime. Procurada, a PM informou que o militar está na Unidade Prisional da corporação.