Delator afirma que Pezão não pediu propina

Marqueteiro Renato Pereira, responsável por oito campanhas do PMDB no Rio, diz que pagamentos deixaram de ser feitos após eleição de Pezão

Por O Dia

Rio - O marqueteiro Renato Pereira revelou em delação ao Ministério Público Federal como funcionava o esquema de distribuição de propinas no governo e afirmou que o governador Luiz Fernando Pezão nunca lhe pediu nada e que os pagamentos que eram feitos a um grupo de beneficiados deixaram de ser entregues quando Pezão assumiu o mandato para o qual foi eleito.

Renato Pereira é dono da agência Prole, que comandou a publicidade e oito campanhas do PMDB no Rio de Janeiro. Ele relatou que uma lista de beneficiados recebeu propina entre 2010 e início de 2014.

"Com a entrada do governador Pezão essa contribuição deixou de existir, essa lista deixou de existir", disse Renato Pereira. "Ele (Pezão) nunca pediu isso nem pra ele, e nós automaticamente paramos de pagar outras pessoas", disse o delator

Assista ao vídeo:


Últimas de Rio De Janeiro