Fernando Mansur: atenção

Geralmente nos damos conta dos vícios mais explícitos, mais materiais, digamos assim. E os psicológicos? Esses são mais sutis

Por O Dia

Rio - Avisaram-me que é preciso ter cautela com meus impulsos. Todos nós temos alguns atos e gestos impulsivos, não é? De onde vem essa tendência? Como foram criados esses padrões de comportamento que repetimos descuidadamente? Várias áreas do conhecimento humano dão explicações sobre esse fato, mas o fato é que o primeiro passo é admitir meu defeito, tomar consciência de como sou e se quero mudar.

Outro passo é colocar atenção. Prestar atenção em como costumo reagir em determinadas situações e observar meus hábitos cotidianos. Sem julgamento. Aprendi que a prática da meditação favorece o desabrochar da intuição. E que a atenção é um fio que nos leva à ampliação de consciência. Como posso saber se estou consciente?

Quanto estou atento. Disse uma criança: "Se eu colocar atenção nos meus cinco sentidos, vou desenvolver o sexto". Aprendi que educar meus sentidos vai ajudar muito na composição da atmosfera à minha volta. Educar meus sentidos me tornará uma pessoa mais gentil, atenciosa, de fino trato, observadora, com um faro mais sutil pelo bom gosto. Voltando ao início do texto, aos impulsos, com você talvez seja diferente. Mas é possível que tenhamos outros vícios emocionais que exigem atenção e cuidados.

Geralmente nos damos conta dos vícios mais explícitos, mais materiais, digamos assim. E os psicológicos? Esses são mais sutis. Precisamos ser humildes para admitir que não podemos resolver tudo sozinhos. E corajosos para buscar orientação. Se quisermos melhorar, podemos buscar. Merecemos. Vamos!

Fernando Mansur: Radialista. Escritor. Professor. Graduado em Letras pela Universidade Católica de Minas Gerais (Ponte Nova). Mestre e doutor em Comunicação pela UFRJ. BLOG FM_FERNANDO MANSUR

Últimas de Rio De Janeiro