Militar da FAB é morto por agente do Centro Presente durante confusão

Agentes presenciaram uma discussão envolvendo casal e, ao intervir na briga, um deles atirou contra o rapaz

Por O Dia

Militar é morto por agente do Centro Presente Reprodução Internet

Rio - Um militar da Força Aérea Brasileira (FAB), identificado como Bruno Estrela de Souza Martins, de 25 anos, foi morto por um agente do Centro Presente, no fim da manhã desta segunda-feira, no Terminal Rodoviário Procópio Ferreira, na Central do Brasil. Os agentes presenciaram uma discussão envolvendo Bruno e sua namorada e, ao intervirem na briga, um deles atirou contra o rapaz. Segundo as primeiras informações, o militar teria feito menção de sacar uma arma e colocado a mão na cintura após a abordagem dos agentes.  

O jovem foi socorrido para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro, e de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), já chegou morto na unidade. A Delegacia de Homicídios (DH/Capital) foi acionada e investiga o caso.

Procurada pelo O DIA, a Força Aérea Brasileira lamentou a morte de Bruno e informou que está prestando todo apoio à família do rapaz. O Centro Presente não informou se o agente envolvido no caso sofrerá alguma punição.

Confusão na Lapa

Na madrugada desta segunda-feira, os agentes do Lapa Presente presenciaram outra confusão. Ao patrulharem a Avenida Visconde de Rio Branco, esquina com Gomes Freire, os militares viram uma briga entre uma transexual e um homem, que desmaiou no local.

Um outro homem tentou intervir e efetuou disparos para o alto após a transexual tentar agredí-lo com uma faca e fugir. A vítima da agressão e o autor dos disparos, que não foram identificados, seguiram à 5ª DP (Mem de Sá), onde o caso foi registrado.

Reportagem de Karilayn Areias, com colaboração da estagiária Luana Benedito

Últimas de Rio De Janeiro