PGJ pede à Seap imagens da cadeia de Benfica

Eduardo Gussem, pediu as imagens de vídeo do período em que Garotinho diz ter sido agredido por agentes penitenciários

Por O Dia

Rio - O procurador-geral de Justiça do estado, Eduardo Gussem, pediu as imagens de vídeo do período em que o ex-governador Anthony Garotinho diz ter sido agredido por agentes penitenciários na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na Zona Norte do Rio. 

O ofício foi encaminhado ao secretário de Estado de Administração Penitenciária, Erir Ribeiro, e especifica os vídeos gravados pelas câmeras instaladas na galeria B no período entre 20h do dia 23 de novembro às 6h do dia 24 de novembro.

No documento, Gussem esclarece que o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) recebeu informações de possível edição das imagens disponibilizadas pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).

Garotinho e advogado Carlos Azeredo na 21ª DPGustavo Ribeiro / Agência O Dia

 Garotinho prestou queixa na 21ª DP (Bonsucesso) alegando que foi agredido. Em depoimento na delegacia, o ex-governador contou que invadiram a cela dele e o agrediram com golpes de porrete no joelho e um pisão no pé. Ele também teria sido ameaçado.

De acordo com Carlos Azeredo, advogado de Garotinho, o ex-governador foi socorrido pelo médico e ex-secretário de Saúde do governo Cabral, Sérgio Cortes. Sergio Cabral, Sérgio Côrtes e outros políticos e empresários acusados de participar da organização criminosa que saqueou os cofres do Estado do Rio também estão presos em Benfica. 

Segundo Azeredo, Garotinho relatou que uma pessoa invadiu a cela dele e "deu um porrete no joelho e um pisão no pé". Além disso, o advogado contou que o ex-governador foi ameaçado.


Últimas de Rio De Janeiro