Reclamar Adianta: maioria dos recalls em veículos não foi feita

Airbag dos veículos é o componente que mais tem apresentado problemas, mas 84% dos mais de 2,2 milhões de veículos não atenderam ao chamado das empresas e não fizeram a revisão

Por O Dia

Rio - Quando se fala em recall, a primeira coisa que vem à cabeça dos brasileiros são os de veículos. Não é para menos: a cada semana, são anunciadas novas campanhas. No entanto, ainda é pequeno o número de proprietários que atendem ao chamado das montadoras. Airbag dos veículos é o componente que mais tem apresentado problemas, mas 84% dos mais de 2,2 milhões de veículos não atenderam ao chamado das empresas e não fizeram a revisão.

Em segundo lugar ficaram os freios, com 17% do total de componentes defeituosos responsáveis por pedidos de recall; em seguida, o sistema de combustível (16%); motor (11%); problemas na direção (9%); e cinto de segurança (7%). De acordo com o Denatran, a ineficiência das campanhas de recall se deve à dificuldade de o consumidor saber se seu veículo está entre os que tiveram o chassi informado nas campanhas.

A fim de dar mais eficiência a essas campanhas, o governo pretende fazer uma parceria com as empresas do setor, para fornecer "apenas para essa finalidade" o nome e o endereço do proprietário do veículo que precisa passar por recall. No caso das motos, acrescentou, 60% dos problemas identificados implicam em risco de queda.

Renavam

Adquiri um veículo e após 30 dias não consegui imprimir o Renavam. Agora aparece a guia de pagamento com multa de mora sem que tivéssemos culpa. Também aparecem no site débitos de 2012/2013 que já foram pagos e se não tivermos atenção acabamos pagando em duplicidade. Francisco Dutra, Zumbi - São Gonçalo

Em relação à manifestação do Sr. Francisco Dutra da Rocha Neto informamos que encaminhamos correspondência para o cliente com as devidas explicações. Assessoria de Imprensa Bradesco

Conta de luz

A Light vem adotando uma postura vergonhosa em termos de cobrança mensal. O meu consumo médio por mês é de R$ 300, sendo que neste mês acabo de receber a conta no valor de R$ 1.1189,48. Sendo que estivemos viajando por duas semanas. Claudio Iusi, Jardim Oceânico - Barra da Tijuca

Em atenção ao Sr. Claudio, a Light informa que as informações e os esclarecimentos detalhados sobre o pedido do cliente foram repassados por meio de contato telefônico. Assessoria de Imprensa Light

Importunado!

O que tenho que fazer para que a operadora Vivo para de ficar, todos os dias, várias vezes ao dia, mandando mensagens para o meu celular. Já reclamei com eles várias vezes, mas não adianta. Marcílio da Rocha, Vila da Penha - Rio de Janeiro

A Vivo informa que o bloqueio de envio de SMS de incentivo (ofertas e promoções) foi realizado. A empresa entrou em contato com o consumidor para os esclarecimentos. Assessoria de Imprensa Vivo

Esgoto

Sou moradora do prédio 154, da Praia de Botafogo e meu apartamento é de frente para uma caixa de esgoto da Cedae que está constantemente entupida. Tanto o condomínio quanto eu mesma, temos feito inúmeras reclamações há anos e a solução tem sido a Cedae enviar às vezes um caminhão com um dispositivo de sucção. Verena Stettler, Botafogo

A Cedae realizou a desobstrução do coletor de esgotos no dia 19/11. A companhia informa que o problema é causado por mau uso da rede, ou seja, lançamento de lixo na tubulação de esgotos. Assessoria de Imprensa Cedae

Dúvidas frequentes - Soraya Goodman, Direito do Consumidor

O Black Friday terminou e agora você está com aquela dúvida: será que eu deveria ter comprado? O Código de Defesa do Consumidor permite que você se arrependa das compras feitas pela internet no prazo de 7 dias a contar da contratação ou do ato de recebimento do produto ou serviço. O motivo que o levou a desistir deste contrato é irrelevante, mas preste atenção, este direito só existe para compras feitas fora do estabelecimento comercial, ou seja, pela internet ou telefone.

Nos contratos feitos na loja você não tem esse direito e só poderá desistir da contratação, pedir abatimento do preço ou trocar o produto por outro, em casos específicos de defeitos. Se o produto não foi entregue, entre em contato com a loja para comunicar o problema e cobrar as providências da entrega no prazo acordado. Você também tem direito de exigir o cumprimento forçado da oferta ou receber integralmente o dinheiro de volta, incluindo frete, se pago.

É recomendável enviar sua solicitação por escrito à loja, seja por e-mail ou carta com aviso de recebimento. Se depois de tudo isso o produto não for entregue ou vier com defeito, procure o Procon ou Juizado Especial Cível. Mas antes de tomar providências mais drásticas, você pode entrar em contato com o Reclamar Adianta.

 

Últimas de Rio De Janeiro