Corpo encontrado na Freguesia é de organizador da Maratona do Rio

Carlos Roberto Sampaio e Sá era sócio da Spiridon Eventos. Polícia investiga o crime

Por O Dia

Rio - O corpo encontrado com marcas de tiros na Estrada do Bananal, na Freguesia, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, nesta segunda-feira, é de Carlos Roberto Sampaio e Sá, de 56 anos, sócio da Spiridon Eventos, uma das empresas organizadoras da Maratona do Rio.

Ao lado do corpo do empresário, policiais militares encontraram seis capsulas deflagradas de pistola.

Carlos Roberto Sampaio e Sá era sócio da empresa que organiza a Maratona do RioReprodução/Facebook

A 32ª DP (Taquara) e a Delegacia de Homicídios da Capital investigam o crime. Policiais estão utilizando imagens de câmeras de segurança para esclarecer as causas e o autor.

Em nota, a Maratona do Rio lamenta a morte de Carlos Sampaio, que "dedicou sua vida às corridas de rua, colocando no asfalto toda sua paixão" e presta solidariedade aos parantes e amigos da vítima. “Ao longo de mais de 20 anos de amizade, realizamos juntos o sonho de revitalizar e repensar as corridas de rua no Brasil. Com a energia do Carlinhos, a Maratona do Rio se tornou a corrida mais importante do país. E é através dela e de todas as corridas que realizamos juntos, transformando a vida de tanta gente para melhor, que Carlinhos continuará vivo. Perco mais do que um sócio, um grande amigo da vida”, declarou João Traven, diretor da Spiridon.

Duda Magalhães, da Dream Factory, que também organiza a Maratona do Rio, lembrou do parceiro. "Junto com Carlinhos demos nossos primeiros passos no asfalto em 2009, sempre pensando no melhor para o atleta e transformando a maneira como o público vive e sente a corrida de rua: com muita paixão. É essa a memória que vai ficar. Carlinhos foi um grande parceiro e amigo com sua força característica", disse.

Últimas de Rio De Janeiro