PF faz operação contra fraudes no INSS

São 12 mandados de prisão preventiva, três de prisão temporária, 15 de busca e apreensão e 20 de condução coercitiva sendo cumpridos em Campos dos Goytacazes, São João da Barra, Italva e Casimiro de Abreu

Por O Dia

Rio - A Polícia Federal (PF), com o apoio da Coordenação Geral de Inteligência Previdenciária e a participação do Ministério Público Federal (MPF), realiza a Operação "Cardiopatas", para desarticular uma quadrilha que cometia fraudes previdenciárias. São 12 mandados de prisão preventiva, três de prisão temporária, 15 de busca e apreensão e 20 de condução coercitiva sendo cumpridos em Campos dos Goytacazes, São João da Barra, Italva e Casimiro de Abreu, interior do estado. 

Participam da operação 120 policiais federais e dois analistas de inteligência previdenciária. As ações são coordenadas pela Delegacia da Polícia Federal em Campos dos Goytacazes e apura suspeitas de corrupção de servidores do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).

PF faz operação contra quadrilha que fraudava INSS em CamposReprodução TV

Entre os investigados estão técnicos do seguro social, médicos peritos, médicos
particulares, agenciadores de benefícios e pessoas que utilizaram-se da organização criminosa. Na investigação foram identificadas fraudes em 34 benefícios por incapacidade, entre auxílios-doença e aposentadoria por invalidez, gerando um prejuízo superior a R$ 4 milhões à Previdência Social.

Os investigados responderão pelos crimes de estelionato previdenciário, corrupção passiva e ativa, peculato e violação de sigilo funcional. O nome da operação se deve ao fato de a maioria dos beneficiários cooptados pela organização criminosa serem suspeitos de simular a ocorrência de miocardiopatia dilatada junto ao INSS.

Últimas de Rio De Janeiro