Procon Carioca multa nove agências bancárias por tempo de espera na fila

Bancos foram multados em R$ 10 mil. Lei prevê que multa pode chegar a R$ 160 mil na quinta autuação

Por O Dia

Rio - Nove agências bancárias foram multadas nesta segunda-feira, pelo Procon Carioca por causa do tempo máximo de espera na fila, que é de 15 minutos em dias normais e de 30 minutos em dias precedentes ou posteriores a feriados prolongados, de acordo com lei municipal. 

Segundo o órgão, foram multadas cinco agências do Banco do Brasil (duas na Tijuca, no Centro, no Catete e em Jacarepaguá), duas do Itaú Unibanco (Vila Isabel e Tijuca) e duas do banco Santander, em Madureira.

As nove agências foram multadas em R$ 10 mil. A lei prevê que a multa pode chegar a R$ 160 mil na quinta autuação. Entre as penalidades previstas está, ainda, a suspensão da licença de funcionamento da agência por prazo indeterminado.

Segundo o órgão, foram multadas cinco agências do Banco do Brasil, duas do Itaú Unibanco e duas do SantanderDivulgação

De acordo com o presidente do Procon Carioca, Jorge Braz, 32 agências foram fiscalizadas. “Todas elas já haviam sido advertidas, conforme manda a lei: primeiro advertência, depois multa de R$ 10 mil que vai dobrando de acordo com as reincidências. Houve agência em que os fiscais encontraram cliente esperando há 49 minutos para ser atendido. É muita falta de respeito com o consumidor que mantém esse negócio altamente lucrativo."  

Em nota, o Banco do Brasil informou que investe em ferramentas de gestão, monitoramento e na expansão de sua rede para reduzir o tempo de espera nas filas. A instituição financeira também disse que disponibiliza canais alternativos de atendimento, para que os clientes tenham opção de realizar transações fora do horário de expediente bancário, com segurança, conveniência e praticidade. 

Já o Itaú Unibanco, afirmou que  tem foco na agilidade e qualidade do atendimento aos clientes e pratica o controle dos tempos de espera em suas agências por meio de metodologia própria aplicada antes mesmo da promulgação das leis sobre tempo de atendimento. "Ressaltamos que essas autuações tratam-se de casos pontuais e já solucionados", diz o banco. 

O Santander informou que adere às normas de funcionamento bancário e monitora suas atividades com o objetivo de trazer melhorias para atendimento do público em geral. A instituição disse que também disponibiliza outros canais de relacionamento e atendimento.

Últimas de Rio De Janeiro