Justiça absolve estudantes presos em flagrante durante protestos em 2013

Decisão foi tomada pelo juiz Marcello de Sá Baptista, da 14ª Vara Criminal da Capital

Por O Dia

Rio - Os estudantes Caio Brasil Rocha e Juliana Ismeria Campos Vianna foram absolvidos do crime de furto qualificado em denúncia feita pelo Ministério Público. Eles foram presos em flagrante em junho de 2013, acusados de saquearem a loja Bagaggio, durante um protesto no Centro do Rio. 

Posteriormente, foi comprovado que a loja não comercializava as malas apreendidas com os jovens, que pegaram os objetos em uma caçamba de lixo para se protegerem do gás de pimenta e balas de borracha lançados pela polícia durante a manifestação. A decisão foi tomada pelo juiz Marcello de Sá Baptista, da 14ª Vara Criminal da Capital.

Na sentença, o juiz Marcello Baptista afirmou que os acusados devem ser absolvidos já que conduta criminosa narrada na denúncia não ocorreu. “Assim sendo, julgo improcedente os pedidos formulados pelo Ministério Público na denúncia, sendo os ambos acusados, absolvidos das acusações contidas na denúncia, sendo o processo extinto, na forma do art. 386, I do CPP”, destacou o juiz Marcello.