Crivella sanciona lei que proíbe dupla função de motorista e cobrador

Ônibus com sistema de biometria também terão que ter cobradores. Norma foi aprovada na Câmara dos Vereadores no mês passado

Por O Dia

Rio - O prefeito Marcelo Crivella sancionou a lei que proíbe a dupla função de motorista e cobrador nos ônibus. Publicada no Diário Oficial do Município nesta segunda-feira, a medida foi aprovada na Câmara dos Vereadores no mês passado. Segundo a norma, os coletivos com sistema de biometria também terão que ter cobradores.

Prefeitura proibiu dupla função de motorista e cobradorMaíra Coelho / Agência O Dia

Para o vereador Reimont Luiz (PT), autor do texto, a dupla função coloca em risco a segurança da viagem, dos passageiros, do trânsito e dos pedestres. “Ao mesmo tempo em que dirige, o motorista libera a catraca, atende os que pagam em dinheiro, confere a identidade de quem tem direito a gratuidade, mas não tem o cartão, vigia a porta traseira, prestar contas aos fiscais, aciona o elevador para os passageiros cadeirantes entre outras coisas e muitos adoecem”, enumerou.

Na época da aprovação na Câmara, o Rio Ônibus informou que considera a decisão da Câmara Municipal sobre a volta dos cobradores aos ônibus da capital, indo contra o movimento da sociedade por transparência.

Últimas de Rio De Janeiro