Informe do DIA: projetos aprovados pela Câmara afetarão a Guarda Municipal

Criação do Fundo de Mobilidade Urbana e a escala de 12 horas trabalhadas por 60 horas de folga modificarão o trabalho dos servidores

Por O Dia

Rio - Dois projetos aprovados pela Câmara Municipal do Rio atingirão em cheio a Guarda Municipal: a criação do Fundo de Mobilidade Urbana e a escala de 12 horas trabalhadas por 60 horas de folga para os guardas. O novo fundo será gerido pela Secretaria de Transportes junto com um conselho e receberá verbas da arrecadação com multas. O problema é que o Fundo da Guarda Municipal - criado em agosto - receberia 30% das verbas da mesma fonte. Segundo a vereadora Teresa Bergher, a lei não especifica o percentual que será destinado, tudo irá para o novo fundo. A lei mais nova se sobrepõe à antiga", explicou a vereadora, que apresentou uma emenda para destinar para a guarda os 30% das multas, mas não obteve êxito.

Escala

À primeira vista, a criação da escala 12X60 para os guardas municipais é uma vitória para os profissionais que terão a carga horária reduzida, e não vão trabalhar mais as 44 previstas em lei. O problema é que para o número de guardas não diminuir nas ruas, a prefeitura vai aumentar os gastos. "Para manter o efetivo terão que pagar hora extra. Só não sabemos com quais recursos, já que o dinheiro das multas irá para a secretaria de transporte", lembrou Teresa.

Renovação

O governo do Estado conseguiu aprovar a prorrogação de um contrato de financiamento junto ao Banco Mundial. O recurso será destinado à retomada dos pagamentos aos fornecedores dos trens chineses (100 já estão em circulação) e dos 12 novos franceses. A empresa francesa Alstom já havia comunicado sobre a paralisação da produção. A informação foi confirmada ao Informe pela Secretaria Estadual de Transportes, após a aprovação da renovação pela Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex), órgão ligado ao Ministério do Planejamento.

Na linha

Com isso, a continuidade da manutenção e reposição de peças dos trens chineses será mantida. A falta de pagamento poderia ocasionar a retirada de trens de circulação na Supervia.

Simpático

Os quatro agentes da Operação Bikedoor estão circulando até o dia 31 com mensagens de Feliz Natal e Ano Novo. Segundo o governo do Estado, este ano, não foi registrado nenhum roubo a turistas e nenhum roubo de bicicletas.

Casa da Mulher

Depois de um ano e meia fechada, a Casa da Mulher de Manguinhos será reaberta em janeiro. O local estava fechado por questões estruturais. "Nós já conseguimos solucionar a questão do imóvel. Será um imenso ganho, pois vamos conseguir ampliar o atendimento que já oferecemos às mulheres vítimas de violência", assegurou o secretário Estadual de Direitos Humanos e Políticas para Mulheres e Idosos, Átila A. Nunes.

Volei sentado

Os alunos do vôlei sentado do Instituto Superar fecharam o ano com uma apresentação da modalidade no Polo Campo dos Afonsos, onde treinam.

 

Últimas de Rio De Janeiro