Nosso único hospital universitário, o Antônio Pedro já está na U.T.I

Já sem forças, o único hospital universitário público de Niterói decide o rumo de sua administração até o fim de maio

Por O Dia

Niterói - De um lado trabalhadores reivindicam seus direitos e o cumprimento da lei... Do outro, o patrão tenta garantir melhorias a qualquer custo para o bom funcionamento dos serviços. Sim, você deve ter ouvido essa história antes… Dessa vez, o alvo é o Hospital Universitário Antônio Pedro (HUAP) e a possível contratação da Empresa Brasileira de Gestão Hospitalar (Ebserh) como sua eventual administradora.

A decisão pela contratação da Ebserh deve ser tomada em assembleia Estefan Radovicz / Agência O Dia

A Ebserh é uma empresa pública de direitos privados, ou seja, contrata via concurso público, mas com o regime CLT. Com a contratação da Empresa o hospital pretende melhorar a gestão e infraestrutura, principalmente, quanto ao setor de Recursos Humanos, explica o diretor do HUAP, Tarcísio Rivello.

Mas para o coordenador do Sindicato dos Trabalhadores em Educação da UFF (Sintuff), Pedro Rosa, a ideia não é nada boa. Ele acredita que isso seria uma forma de terceirização do serviço público.

Para Rosa, o ideal seria que o repasse da verba federal fosse feito conforme previsto por lei.“Esse contrato com a Ebserh não garante mais dinheiro ao hospital. As fontes são as mesmas, MEC e SUS”, diz.
Para além do repasse financeiro, Rosa alerta para uma possível piora no quanto às atividades de pesquisas. 

No entanto, o diretor do HUAP diz que existem exigências acadêmicas a serem cumpridas no contrato previsto com a Ebserh, “E isso será fiscalizado”, garante.

Para ele, é importante que algo seja feito imediatamente e a contratação da empresa pública seria a melhor solução no momento. “Se o governo não abre mais vagas em concurso público, não vejo outra saída para recuperar o hospital”, desabafa.

Com a entrada da Ebserh todo o quadro de funcionários do HUAP, inclusive o diretor, será cedido à nova chefia. Para Rivello, isso melhora, principalmente, quanto ao setor de Recursos Humanos.

O prazo para a contratualização da gestão do hospital se encerra ao final de maio.

Últimas de Rio De Janeiro