Novidade que chega pelo mar

Hotel flutuante chega em junho. Serão 150 quartos para reforçar a recepção aos turistas durante os Jogos Olímpicos

Por O Dia

Niterói - A partir de junho ancora em águas fluminenses o Good Hotel . Exatamente, um hotel flutuante! A novidade vem de Amsterdã e fica por aqui até 2021. Além de contribuir à rede hoteleira niteroiense com seus 150 quartos, a iniciativa vai gerar emprego para a população e oferecer cursos de capacitação gratuitos. E quem tem muito a ganhar com a chegada do hotel são os alunos do curso de Tecnologia em Hotelaria da UFF. Eles receberão investimentos para a construção de seu primeiro laboratório de estudos.

Sete quartos serão reservados à UFF. Com isso%2C em cinco anos a instituição vai economizar cerca R%24 2 milhõesDivulgação

"É um ganho acadêmico e estrutural muito grande para a Universidade e para toda a cidade”, comenta o diretor da Faculdade de Hotelaria e Turismo, Marcello Tomé.
Segundo ele, o empreendimento ainda é uma novidade para a legislação brasileira. Não se sabe ao certo como interpretá-lo, se como uma edificação ou como uma embarcação, o que acaba atrasando algumas licenças.

O hotel ficará em frente ao campus do Gragoatá da UFF. O aluno Miguel Jannuzzi só vê pontos positivosAlexandro Auler / Agência O DIA

“Não podemos iniciar os cursos e a contratação de pessoas por conta disso, mas até junho estaremos com o hotel em funcionamento, principalmente por conta dos Jogos Olímpicos em agosto”, diz.

Miguel Jannuzzi é aluno de mestrado em Turismo na UFF e está bastante ansioso pela chegada deste nova empreendimento. Para ele, o hotel pode contribuir, inclusive, com a segurança e o comércio da região.

“Teremos experiência em uma rede hoteleira internacional sem sair do país. Como também será um atrativo turístico, o monitoramento deve aumentar para garantir a segurança dos turistas e, consequentemente, dos moradores do bairro”, destaca.

A diária vai custar cerca de R$ 300. Os quartos, de 13m², terão vista para o mar ou para a cidade. Durante os Jogos Olímpicos, a expectativa de público é bem grande. Essa entrada inicial de recursos será importante para cobrir os gastos relativos à vinda do hotel para Niterói, que ficaram em torno de um milhão de euros.

O hotel não tem fins lucrativos, a renda é toda revertida em ações de capacitação profissional e em projetos sociais. A iniciativa partiu de um grupo de empresários holandeses que perceberam a importância em investimentos de cunho social.

Últimas de Rio De Janeiro