Rio das Ostras elabora estratégias de comércio voltado para o público interno

Festival de inverno foi citado como exemplo em tempos de crise durante os dois dias do Mapa Estratégico do Comércio

Por O Dia

Rio - Em meio à queda da arrecadação com os royalties do petróleo, Rio das Ostras não aposta apenas no turismo durante a alta temporada. Empresários locais se unem, criando atrações voltadas para os moradores durante os dias frios de julho e da economia no país. É o caso de uma parceria firmada entre três estabelecimentos comerciais, que criaram o festival de inverno. O evento foi citado como um exemplo em tempos de crise durante os dois dias de debates e palestras do Mapa Estratégico do Comércio, do Sistema Fecomércio RJ, concluído ontem à tarde, no Vilarejo Praia Hotel.

O Language Café é uma das 15 cafeterias do estado do Rio que faz parte de um guia de cafeterias do Brasil. Mistura de livraria e cafeteria, é um dos comércios que aderiram ao festival, com duas semanas de duração. O evento termina amanhã, com aumento de 30% na clientela. Mas o legado continua, acredita a barista Adriana Valinhas, proprietária do local.

Ela ensinou a receita de um café filtrado no método japonês para os outros dois estabelecimentos que também participam do festival, um restaurante e uma cantina italiana. “A nossa proposta é difundir a cultura do consumo do café especial. A ideia é que as pessoas conheçam outras opções além do expresso. A gente está se unindo para se fortalecer. Está dando certo. Algumas pessoas passaram a conhecer o nosso espaço por causa do festival”, avalia.

Adriana Valinhas é dona do Language Café%2C que faz parte de festivalDivulgação

Quem entra na cafeteria, no segundo piso da loja, já percebe um ambiente original. Num quadro negro atrás do balcão, há informações escritas em giz de cera sobre a diferença entre os cafés expresso, coado, prensado e a vapor. Ao todo, são 12 métodos diferentes de preparo, de um café arábico, fornecido por uma empresa de Minas Gerais. A cafeteria recebe 60 pacotes por mês e também vende o grão, que pode ser moído em casa pelo cliente. O local ainda oferece chá orgânico, cerveja de café e uma bebida engarrafada com café gelado.

Luiz Gustavo Barbosa, coordenador da FGV Projetos, que elaborou uma pesquisa durante três anos sobre o turismo em Rio das Ostras, aprova a iniciativa. "Os eventos passam a ser fundamentais para o crescimento do turismo".

Promoção faz faturamento dobrar

O Moon fica em frente à Costa Azul, point de Rio das Ostras, num espaço com dois andares e capacidade para 120 pessoas. Mesmo com cardápio de alta gastronomia, o restaurante faz promoção para atrair os clientes. E já dobrou o faturamento.

Inspirado nos restaurantes de Gramado, na serra gaúcha, o Moon oferece combo com sequência de fondue e outras 50 opções de petiscos por R$ 49,95. A promoção vale de quarta a domingo, à noite, e ainda tem música ao vivo.

"Em alguns dias, tem fila na porta. O comércio está se reinventando para enfrentar a crise", avalia Marcelle Feital, proprietária do restaurante.

Últimas de Rio De Janeiro