Cobrança na Linha 2 do VLT

Trecho entre a Praça da República e Praça 15 começa operação comercial na quarta

Por O Dia

Rio - As viagens na Linha 2 do VLT Carioca, que liga a Praça da República à Praça 15, começarão a ser cobradas na próxima quarta-feira, quando o serviço passa a funcionar das 6h à meia-noite. Atualmente, a Linha 2 está funcionando em operação assistida, sem cobrança de tarifa e com horário restrito.

Trecho entre a Praça da República e Praça 15 começa operação comercial na quartaEstefan Radovicz / Agência O Dia

Com as duas linhas em operação, o usuário poderá fazer a transferência entre elas no período de 1 hora com o pagamento de uma só tarifa, de R$ 3,80. Caso o passageiro precise usar novamente o trem na mesma linha, no mesmo sentido, também poderá fazê-lo sem pagar durante esse limite de tempo.

Se houver mudança de sentido na mesma linha, será cobrada outra passagem, mesma dinâmica adotada no trecho entre rodoviária e aeroporto.  

Para fazer a troca entre as linhas, o ideal é utilizar as paradas Sete de Setembro (Linha 1 — Rodoviária — Aeroporto Santos Dumont) e Colombo (Linha 2), que ficam a poucos metros de distância, nos arredores da Avenida Rio Branco. A validação dos bilhetes eletrônicos é feita dentro dos veículos e a compra e recarga estão disponíveis nas paradas.

Integrações

O VLT tem integração tarifária também com ônibus municipais, de modo que é possível pegar dois ônibus e na sequência o VLT ou vice-versa e pagar a tarifa de R$ 3,80, desde que dentro do tempo de uso do bilhete único, de duas horas e meia.

O usuário de cartões RioCard com saldo e válidos no município do Rio (incluindo Bilhete Único Carioca e Bilhete Único Intermunicipal) pode embarcar e validar o cartão dentro de cada trem.

Na aquisição de um novo bilhete, R$ 3 do valor inserido são cobrados pelo cartão. As máquinas aceitam dinheiro e cartões de débito.

Últimas de Rio De Janeiro