Por gustavo.ribeiro

Rio - Até outubro, não será mais recebido pagamento em dinheiro dentro dos ônibus de Campinas (SP). A medida é fruto de um acordo entre o Ministério Público do Trabalho (MPT), a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) e as empresas de transporte para eliminar a dupla função exercida pelos motoristas, que também atuam como cobradores, e diminuir o número de assaltos no interior dos veículos.

A eliminação do dinheiro ocorrerá em etapas. Testes com 20 máquinas de compra e recarga de Bilhete Único, que serão espalhados pela cidade, serão realizados durante 30 dias inicialmente. Depois, todos os aparelhos serão instalados em um prazo de 60 dias. Se a decisão não for cumprida, a prefeitura e as companhias de ônibus poderão responder na Justiça.

Você pode gostar