Prefeitura publica abertura de licitação para VLT até a Zona Sul nesta segunda

Com o novo meio de transporte, terceira viagem no Bilhete Único Carioca custará R$ 2,10. Tarifa única é de R$ 3,80

Por O Dia

Rio - A prefeitura publica nesta segunda-feira no Diário Oficial a abertura da licitação para escolher a empresa que fará os estudos para a expansão do Veículo Leve Sobre Trilho (VLT) para a Zona Sul. Neste domingo, o prefeito Eduardo Paes acompanhou o primeiro teste com passageiros no trajeto do VLT, entre a Rodoviária Novo Rio e a Cinelândia.

O prazo para a entrega dos estudos é de seis meses e Paes pretende licitar as obras até o fim do ano. O coordenador municipal de Governo, Pedro Paulo, que acompanhou Paes nos testes, disse que a nova linha deve seguir em direção à Gávea, onde está prevista uma estação do metrô para 2017. Segundo ele, os pré-projetos apontam para uma expansão de 23 quilômetros pelo trecho Humaitá, Jardim Botânico até a Gávea.

Eduardo Paes e Pedro Paulo no teste do VLT com passageiros neste domingoDivulgação

De acordo com a Proposta de Manifestação de Interesse (PMI) publicada no Diário Oficial, a prefeitura terá trinta dias para escolher a empresa ou consórcio que trará soluções para o VLT da Zona Sul. Em um primeiro momento, será feita uma pesquisa para verificar o potencial atual de usuários do sistema, além de uma projeção da demanda. “Esta linha dá sequência à estratégia da prefeitura de estimular e privilegiar o transporte público limpo, onde hoje circulam carros que criam congestionamentos e poluem a cidade. Nosso plano é aumentar a oferta de transporte de alta capacidade e tornar a cidade cada vez mais convidativa ao pedestre”, acrescentou Pedro Paulo.

O VLT não tem catracas ou cobradores e a forma de pagar a passagem é validando o bilhete eletrônico em máquinas no interior da composição. O secretário municipal de Transportes do Rio, Rafael Picciani, que também acompanhou os testes deste domingo, anunciou que, com o uso do VLT, a terceira viagem do Bilhete Único Carioca (BUC) terá o valor de R$ 2,10. Com o BUC, é possível fazer duas viagens, usando BRT, ônibus e, a partir de abril (previsão do início da operação), de VLT, pagando somente os R$ 3,80 da tarifa básica. A passagem única do VLT também custará R$ 3,80, como foi anunciado na semana passada.

A prefeitura vai enviar à Câmara dos Vereadores projeto de lei para estabelecer multa no valor de R$ 170 para quem for pego viajando no VLT sem pagar a passagem. Os trens do VLT já vêm desde outubro fazendo testes noturnos pela Região Portuária, no Santo Cristo, na Gamboa e na Saúde. Testes diurnos acontecerão com mais frequência a partir de agora.

O primeiro trecho do VLT começa a operar em abril, percorrendo 18 estações (da Rodoviária Novo Rio ao Aeroporto Santos Dumont, passando pela Avenida Rodrigues Alves, Praça Mauá e Avenida Rio Branco). O tempo estimado para o percurso é de trinta minutos.

Últimas de Rio De Janeiro