Temporal coloca cidade do Rio em Estágio de Atenção

Mudança de estágio ocorreu às 13h05 desta quarta-feira

Por O Dia

Rio - O município do Rio de Janeiro entrou em Estágio de Atenção às 13h05 desta quarta-feira devido à atuação de núcleos de chuva moderada a forte, principalmente nas zonas Oeste e Norte, informou o Centro de Operações da Prefeitura. Para as próximas horas, estão previstas pancadas de chuva em pontos isolados por conta da atuação desses núcleos.

Internauta flagra alagamento na Rua Sidônio Paes%2C em Cascadura%2C Zona Norte do RioSeguidor %40valadaresfp

Nas redes sociais, cariocas registram os estragos provocados pela chuva, como pontos de alagamento. No microblog Twitter, o usuário Alcilan (@alcilanoliveira) disse que, por volta das 12h, já chovia forte em Campo Grande, Zona Oeste. "O tempo fechou geral", escreveu. Ainda na rede social, Julio Ceczar (@julioceczar) comentou sobre o mesmo em Bangu, bairro próximo.

Um outro internauta postou fotos do Ponto Chic, em Nova Iguaçu, Baixada Fluminense, onde moradores encontram várias ruas com pontos de alagamento. O problema se repete em Cascadura, Campo Grande e em vários outros bairros da capital fluminense e em municípios da Região Metropolitana.

Oficialmente, os pluviômetros da Prefeitura registraram chuva muito forte em Campo Grande, às 13h04, em um período de 15 minutos, na Avenida Brasil, na altura da Estrada do Mendanha. No mesmo horário, chovia forte em Anchieta e Campo Grande.

Por volta das 15h15, o maior acumulado de chuva aconteceu na Barra/Barrinha, com 10,4mm em um período de 15 minutos, o que é considerado chuva forte. Neste período, também choveu forte no Jardim Botânico (8,8mm) e na Rocinha (6,8mm). Por volta das 15h30, a Urca enfrentava chuva moderada e às 15h45 começou a chover forte. 

Todo o município permanece em Estágio de Atenção desde as 13h05. O Estágio de Atenção é o segundo nível em uma escala de três e significa a possibilidade de chuva moderada, ocasionalmente forte, nas próximas horas. No último fim de semana, a cidade do Rio foi atingida por um temporal e cinco pessoas terminaram mortas.

Sirenes de alerta tocam em quatro comunidades

O Sistema de Alerta e Alarme Comunitário da Prefeitura do Rio foi acionado, de forma preventiva, em quatro comunidades por conta das chuvas fortes, informa o Centro de Operações da Prefeitura.

As sirenes tocaram nos seguintes pontos: Chapéu Mangueira, Babilônia, Ladeira dos Tabajaras e Sítio do Pai João. Os equipamentos foram disparados a partir das 14h50 desta quarta-feira e os moradores foram orientados por agentes comunitários e da Defesa Civil Municipal a se dirigirem aos pontos de apoio.

O QUE FAZER EM CASO DE CHUVA?

A prefeitura recomenda que a população tome as seguintes ações preventivas:
- Permaneça ou procure um local seguro. Evite áreas sujeitas a alagamentos e/ou deslizamentos;
- Verifique se há sinais de rachaduras em sua residência. Ao perceber trincas ou abalo na estrutura, acione a Defesa Civil pelo número 199 e evite ficar em casa;
- Moradores de áreas de risco precisam ficar atentos aos alertas sonoros. O acionamento das sirenes indica perigo de deslizamento. As pessoas devem se deslocar para os pontos de apoio estabelecidos pela Defesa Civil Municipal. Os locais são informados pelo número 199;
- Redobre atenção ao dirigir. Em caso de chuva, as pistas ficam escorregadias e podem conter bolsões d’água. Mantenha os faróis acesos;
- Em casos de ventos fortes e/ou chuvas com descargas elétricas, evite ficar próximo a árvores ou em áreas descampadas;
- Evite colocar o lixo nos pontos de coleta. A água da chuva pode levar o lixo a entupir bueiros e galerias;
- Fique atento às informações divulgadas pelos veículos de comunicação;
- Se necessário, use os telefones de emergência 193 (Corpo de Bombeiros), 199 (Defesa Civil) ou 1746 (Central de Atendimento da Prefeitura).

Últimas de Rio De Janeiro