Novo túnel de Via Expressa reduz em 34% o trânsito no Rebouças pela manhã

No Túnel Santa Bárbara teve queda de 16% e o trecho Caju-Bicalho, via Av. Brasil, caiu 37%. Dados são do primeiro dia útil

Por O Dia

Rio - Inaugurado no último domingo com a promessa de desafogar o trânsito nos principais túneis de acesso à Zona Sul do Rio, o Túnel Marcello Alencar da Via Expressa que liga Ponte Rio-Niterói e Avenida Brasil ao Aterro do Flamengo fez o trânsito cair em 34% no Túnel Rebouças no sentido Lagoa no período da manhã em seu primeiro dia útil de liberação. Outras vias que apresentam enorme congestionamento na primeira hora do rush também tiveram queda. 

O trecho Caju-Avenida Francisco Bicalho, pela Avenida Brasil, também registrou uma enorme queda: 37%. Quem vem do Caju e utiliza a Via Binário pelo Viaduto do Gasômetro sentiu uma diminuição do fluxo de veículos de 17%. O Túnel Santa Bárbara, que liga o Centro a Laranjeiras, diminuiu em 16%. A Via Binário sentido Aterro do Flamengo reduziu em 13% o tráfego. 

Somente a galeria sentido Aterro do Flamengo está liberada. Obra completa será entregue em julhoDivulgação

LEIA MAIS: Com 6 meses de atraso, túnel é aberto no Centro

Uma das principais obras do Porto Maravilha, o túnel Marcello Alencar foi inaugurado neste domingo. Com 3.370 metros de extensão, é apontado como o maior túnel subterrâneo do país. A obra foi entregue com seis meses de atraso e apenas com o sentido Aterro do Flamengo liberado. A outra galeria, entre Avenida Brasil e Ponte Rio-Niterói, ainda segue em construção e só deve estar pronta em julho. 

Últimas de Rio De Janeiro