Passageiros têm de novo problemas em máquinas de bilhete no VLT

Paes avisou que a fiscalização e a aplicação de multa para quem não pagar a passagem poderão ser adiadas

Por O Dia

Rio - Os passageiros do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) voltaram a enfrentar problemas, pelo segundo dia consecutivo, nesta quarta-feira, para comprar e recarregar os cartões de passagem e para validá-los nas máquinas leitoras no interior dos trens. O primeiro dia da operação comercial, nesta terça-feira, foi marcado por duas quedas de energia, atraso de 50 minutos para início do serviço de manhã e defeitos nos equipamentos da RioCard.

Em entrevista coletiva concedida na cerimônia de abertura do centro de mídia dos Jogos Olímpicos, o prefeito Eduardo Paes avisou que a fiscalização e a aplicação de multa para quem não pagar a passagem (o que começaria a acontecer a partir do dia 2 de agosto) poderão ser adiadas se os problemas não forem resolvidos.

Máquinas que emitem cartão e fazem recarga não funcionaram também nesta terça-feira, primeiro dia de cobrança do VLTFoto%3A Severino Silva / Agência O Dia

"A gente está exigindo a cobrança, mas não está fiscalizando até que seja perfeitamente equalizada e facilitada a possibilidade de compra do ingresso por aqueles que querem utlizar o VLT", disse o prefeito. Ontem, Paes deu prazo de 48 horas para que a Concessionária VLT Carioca esclareça os problemas ocorridos na terça-feira e apresente um plano de contingência para evitar mais transtornos.

Os usuários voltaram a ter dificuldades para pagar a passagem ou recarregar os bilhetes nos terminais de autoatendimento da maioria das estações nesta quarta-feira. A concessionária do VLT Carioca disponibilizou vendedores ambulantes para fazer a venda avulsa nos pontos de parada, a fim de amenizar os transtornos.

Últimas de Rio De Janeiro