Incêndio atinge teatro do shopping da Gávea

Quartel da Gávea foi acionado e o local foi evacuado

Por O Dia

Rio - Um incêndio atingiu o Teatro Clara Nunes, no terceiro piso do Shopping da Gávea, Zona Sul do Rio, na tarde desta terça-feira. Segundo o Corpo de Bombeiros, homens do Quartel da Gávea foram acionadas às 15h05 para combater as chamas no local. 

Nove pessoas foram socorridas e sete precisaram ser encaminhadas para o Hospital Miguel Couto e a coordenação de Emergência Regional Leblon, a maioria devido à inalação de fumaça. Dentre as vítimas, a única mulher sofreu de um mal súbito ao passar próximo ao local.

Segundo a Secretaria municipal de Saúde, duas vítimas tiveram alta à noite. Outros cinco, sendo um queimado, não tiveram seu estado de saúde divulgado. Ainda não há informações sobre o que teria causado o incêndio e a extensão dos danos. O local foi evacuado para o trabalhos dos Bombeiros. 

Segundo relatos de clientes, a fumaça chegou até o sexto piso do shopping. De acordo com o Centro de Operações da Prefeitura, o trânsito na Rua Marquês de São Vicente foi interditado parcialmente. O fluxo é lento no trecho. O diretor de teatro Márcio Araújo, 45 anos, que montava a peça 'Supermoça' no teatro, conversou com O DIA sobre o incidente. Abalado, ele conta que terá de negociar a estreia do monólogo, que começaria na sexta-feira.

"Estamos todos muito abalados, estrearíamos em três dias. O produtor, Rafael Carretero, vendeu um carro para bancar essa peça. A atriz, que é comissária de bordo, pediu licença da companhia aérea para estrear conosco. O prejuízo é de R$ 26 mil. O teatro estava lindo e meu cenógrafo, de 65 anos, estava na hora em que as chamas começaram, na plateia. Ele e mais dois garotos da equipe ainda tentaram apagar o fogo mas, como o lugar tem bastante plástico, o incêndio se espalhou rapidamente. Parecia um filme de terror", disse.

Teatro Clara Nunes antes do incêndioMárcio Araújo / Foto do leitor

Márcio contou ainda que o profissional, José Carlos Ferreira, foi atendido pelos Bombeiros e fez uma nebulização no local. "Quando eles me contaram, fui correndo para o shopping, mas já estava tudo tomado. Não sei se um curto-circuito causou o incêndio, vamos aguardar a perícia dos Bombeiros. O produtor da peça também ficou bastante abalado. Recebemos a solidariedade de outra atriz, que também estava com outra peça no Teatro Clara Nunes. Agora, esperamos arranjar outro local para estrearmos", acredita. 

O Shopping da Gávea, através da sua assessoria de imprensa, informa que, de imediato, acionou o Corpo de Bombeiros e todas as pessoas que estavam no local foram rapidamente retiradas com auxílio da brigada de incêndio do centro comercial por medida de segurança. 

Últimas de Rio De Janeiro