Tem super-herói na área

Evento Gibizeira reúne quadrinistas independentes da Baixada

Por O Dia

Um dia você acorda e descobre que sua vida desceu pelo ralo. Então se pergunta: pode piorar? A resposta é, sim! Foi o que aconteceu com Renato Barros, mais conhecido como Detrito, personagem da história em quadrinhos (HQs) criada pelo coletivo da Baixada Fluminense, o CAPA Comics. Esta e outras aventuras podem ser conferidas hoje na exposição ‘#GIBIZEIRA’, no Caxias Shopping.

Com o apoio da Prefeitura de Duque de Caxias, a mostra de quadrinhos faz um passeio pelo mundo dos gibis desde o seu nascimento até o surgimento da internet e das novas formas de fazer, divulgar e consumir esta arte.

O público verá os painéis com as imagens das capas mais famosas desde 1876, com traços em preto e branco, até as mais atuais.

Histórias em quadrinhos estão em exposição no Caxias ShoppingDivulgação


Além disso, quem visitar a exposição poderá conhecer ‘As Aventuras de Nhô-Quim’, a primeira história em quadrinhos brasileira, do ítalo-brasileiro Ângelo Agostinho.O evento é gratuito e vai rolar até às 22h. 

Amante dos quadrinhos, Lucas Cardoso, 20, vai aproveitar para conhecer mais de sua arte favorita. “É interessante vermos personagens brasileiros, principalmente da Baixada. A exposição vai nos dar esta oportunidade de vermos um universo dentro da nossa realidade”, disse.

No cinema, a demanda de filmes com super-heróis como protagonistas vem aumentando e despertando ainda mais o interesse por quadrinhos. Apesar disso, encontrar uma revista de HQs na Baixada Fluminense não é tarefa fácil.

Em Duque Caxias, por exemplo, uma das poucas livrarias que comercializam os gibis é a Itatiaia, que fica no bairro 25 de Agosto. Cerca de 1.800 unidades são vendidas mensalmente.

Já o mercado independente é mais tímido. “ Online vendemos um exemplar por semana. Nos eventos o número é bem melhor: cerca de 300”, afirma João Carpalhau, da revista CAPA Comics.


Matéria dos alunos do projeto O DIA/ Unigranrio

Últimas de Rio De Janeiro