O preço que se paga pela beleza

Mulheres gastam mais de 70% do salário para ficar mais bonita

Por O Dia

Sabe aquela famosa frase: “Espelho, espelho meu...”? Então... no Brasil ela é levada muito a sério. Cerca de 495 mil pequenos negócios são dedicados ao segmento de Beleza e Estética. Destes, quase 62 mil estão no Rio e mais de 25 mil na Baixada Fluminense.

Duque de Caxias e Nova Iguaçu reúnem mais de seis mil salões de beleza. A região tem aproximadamente 20,5 mil manicures, pedicures e barbeiros. Depiladores, esteticistas e maquiadores chegam a marca de 5,2 mil.

Somente no ano passado, o consumo dos brasileiros em produtos e serviços de beleza movimentou cerca de R$ 50 bilhões. De acordo com o Sebrae, as mulheres chegam a gastar 71% do que ganham em moda e beleza.

Números que podem ser confirmados pelo sucesso da Casa Alpino, em Nova Iguaçu, que é referência na cidade há mais de 30 anos. “As mulheres se cuidam cada vez mais. Elas sempre arranjam um tempo e dinheiro para ficar mais bonita. Isso só solidifica o ramo de beleza e estética”, afirma o proprietário da loja, Antônio Alpino.

A Alpino tem mais de 20 mil itens nas prateiras. Os carros-chefes são as linhas de escovas, maquiagem, esmaltes, cosméticos e elétricos. A loja fica na Travessa Renato Pedrosa 48, Centro.

Últimas de Rio De Janeiro