Por aline.cavalcante

Com uma ideia e a vontade democratizar a divulgação de movimentos, ações e grupos culturais, José Alsanne criou o Canal Plá, em meados de 2015. A ferramenta leva ao espectador, através do audiovisual, projetos de manifestações culturais que acontecem nas regiões periféricas. Para ampliar este alcance, eles disponibilizaram um mapa que identifica 100 locais de produções e ações artístico-culturais e a Baixada está no roteiro.

“Poucos grupos e instituições possuem conhecimento e/ou investimento para registrar audiovisualmente o seu rolê, o seu evento ou sua ação. Queremos preencher essa lacuna e contar essas histórias”, destaca José. O canal tem parceria com o selo musical Pirão Discos, o coletivo Baphos Periféricos e o coletivo de produção cultural Ryzoma, todos da Baixada.

“Acredito que o mapa não é o território, mas um convite ao passeio por esse espaços, seja através dos vídeos, seja visitando esses pontos apontados, que foram atenciosamente pesquisados. Criamos uma espécie de roteiro ”, diz a produtora Bia Pimenta, que é uma das curadoras do projeto.

A ideia é que o mapa se atualize conforme novas produções surjam, com o auxílio dos próprios utilizadores. Assim, qualquer pessoa pode adicionar vídeos no mapa. Para isso, basta acessar o site www.canalpla.com e enviar o link do vídeo e o endereço físico onde ele foi filmado. Um dos princípios é preservar no registro a essência do evento ou da ação.

“Queremos mostrar que as ações culturais da Baixada tem a mesma qualidade que as do Rio, por exemplo. A intenção é mostrar estas manifestações que nem sempre encontram espaço para se propagar. A importância do mapa está em saber que o cenário será preenchido de histórias. Isto é algo gratificante, motivador”, afirma José.

Apesar de o mapa ter sido recém criado, o grupo já pensa e planeja as novidades para o futuro. “ Nossa próxima ação vai ser um produto audiovisual e surge exatamente da criação desse mapeamento”, conta o idealizador.


Matéria de Erik Vinicius do projeto O DIA/ Unigranrio

Você pode gostar